Pesquisa em 35 países mostra ranking de valorização do professor

Publicado em por
Pesquisa com 35 países mostra ranking de valorização do professor

Brasil se situa em último lugar, com a percepção da sociedade de que falta respeito e valorização aos docentes. China lidera ranking

Um estudo recente, realizada pela Fundação Varkey, analisou o status social dos professores em 35 países, realizando um ranking da valorização social ao professorado a partir do índice Global Teacher Status Index. Responderam aos questionários mais de mil pessoas em cada país, entre 16 a 64 anos, levantados por uma empresa de enquetes usando um serviço virtual.

O CEO e fundador da instituição, Sunny Varkey, comenta que “o índice dá uma prova acadêmica a algo que sempre sabíamos de maneira instintiva: a associação entre o status do professor na sociedade e o desempenho das crianças na escola”. Afirma ainda que “sem dúvida, respeitar os professores não é apenas um dever moral importante, é essencial para os resultados educacionais de um país”.

Os resultados do estudo mostram que o Brasil se situa em última posição no ranking dos países analisados pela pesquisa. No país, apenas 9% dos brasileiros acreditam que o aluno respeita o professor.

Na outra ponta do ranking está a China, seguida de Malásia e Taiwan. O professor Peter Dolton, um dos autores do estudo, disse que o status ou prestígio, varia segundo os costumes e os valores de cada cultural.

Outros dados que devem ser levados em conta é que as pessoas mais velhas, assim como as pessoas com ensino superior e os pais costumam respeitar mais os professores. Por outro lado, as mulheres e as minorias étnicas tendem a respeitar menos.

Pesquisa com 35 países mostra ranking de valorização do professor

Teacher Status Index 2018 / Varkey Foundation

Outro elemento importante é que de maneira geral, o status do nível profissional de cada pessoa costuma ser relacionado com o salário, assim, algumas profissões com alto status são vinculadas àquelas com altas remunerações.

Outra questão importante, é que o resultado mostra algumas semelhanças com os resultados do exame PISA, que mede o rendimento dos alunos em algumas matérias. O estudo interpreta que os resultados deste exame podem influenciar também para a percepção sobre o trabalho dos professores.

A FUNIBER patrocina o Mestrado em Educação para professores interessados em uma formação continuada de qualidade e online.

Fontes:

Brasil não valoriza professor e fica em último em ranking mundial

Global Status #TeacherIndex

Relatório: GLOBAL TEACHER STATUS INDEX 2018

Foto: Todos os direitos reservados