Publicado em por
Crescimento do setor da energia solar na América Latina
Meio Ambiente

Crescimento do setor da energia solar na América Latina

Na América Latina, o setor de energia solar vem se desenvolvendo com rapidez com a ajuda de políticas estatais e investimentos nacionais e estrangeiros

Os setores de energia renováveis crescem em todo o mundo. Na América Latina, a energia solar é a que se desenvolve com mais rapidez devido às políticas de governo, recursos naturais disponíveis e controle de preços. Continuar lendo

Publicado em por
Níveis elevados de CO2 afetam valor nutricional do arroz
Meio Ambiente, Saúde e Nutrição

Níveis elevados de CO2 afetam valor nutritivo do arroz

Arroz perde vitaminas, proteínas, ferro e zinco com aumento de emissões de dióxido de carbono

Estudo publicado na revista Science Advances, indica que o aumento das emissões do dióxido de carbono na atmosfera vem provocando uma perda de nutrientes na composição do arroz. A pesquisa indica que atualmente o alimento apresenta níveis mais baixos de quatro vitaminas B, em comparação com o arroz do final do século XXI. Continuar lendo

Publicado em por
O parque com maior biodiversidade do mundo se encontra na Bolívia
Meio Ambiente

O parque com maior biodiversidade do mundo se encontra na Bolívia

De acordo com uma expedição liderada pelo inglês Robert Wallace, o Parque Nacional Madidi, na Bolívia, pode ser considerado como a área protegida com maior biodiversidade do planeta

Titulada “Identidade Madidi”, a expedição formada por pesquisadores bolivianos, mas liderada pelo inglês Robert Wallace, visitou quinze lugares do parque para registrar a maior quantidade possível de espécies que convivem no lugar. Continuar lendo

Publicado em por
Fungo zumbi se adapta às mudanças climáticas
Meio Ambiente

Fungo zumbi se adapta às mudanças climáticas

Fungo capaz de alterar o comportamento das formigas-de-cupim vem se adaptando às mudanças climáticas nos últimos 20 a 40 milhões de anos, indica estudo nos Estados Unidos

A metade das espécies de formigas-de-cupim (Camponotus) pode ser afetada por um fungo cruel, capaz de dominar os movimentos e provocar a morte do hospedeiro. É o chamado “fungo zumbi” (Ophiocordyceps kimflemingiae). O parasita invade o exoesqueleto da formiga e se propaga por todo o corpo, obrigando a que ela suba por galhos de árvores e se agarre às folhas. O parasita vai crescendo, destruindo a formiga por dentro, até chegar à cabeça, onde atravessa e se libera, soltando esporas que infetarão novas formigas. Continuar lendo