Parasito presente em alimentos pode estar associado a um tipo de câncer cerebral

Parasito presente em alimentos pode estar associado a um tipo de câncer cerebral

Um estudo desenvolvido por uma equipe de pesquisadores da Sociedade Estadunidense do Câncer pesquisou como o parasita Toxoplasma gondii, transmitido em alimentos contaminados e na água pode se associar com a formação do glioma, um tumor raro e mortal. Os pesquisadores analisaram mostras de sangue de um banco de dados nos Estados Unidos e do Registro Norueguês do Câncer  Janus Serum Bank. Os resultados da análise apontam que as pessoas com maior quantidade de anticorpos contra o T.gondii tiveram mais risco de desenvolver o glioma. Ler mais

Pesquisa mostra interesse de consumidores em estilo flexitariano

Pesquisa mostra interesse de consumidores em estilo flexitariano

Pesquisa de mercado realizada pela empresa ADM, no Brasil, mostra que 52% dos entrevistados mostraram interesse em provar alimentos à base de proteína vegetal. A empresa Archer Daniel Midland Company (ADM) realizou uma pesquisa junto com a IBOPE DTM, empresa de consultas públicas no Brasil, para conhecer hábitos alimentares de consumidores brasileiros em relação aos alimentos criados a partir de plantas. Ler mais

2021, ano das frutas e verduras

2021, ano das frutas e verduras

A partir de um pedido do governo chileno, a ONU declarou 2021 como o Ano Internacional das Frutas e Verduras. A Assembleia Geral da ONU declarou 2021 como o Ano Internacional das Frutas e Verduras. Segundo o secretário geral, António Guterres, “as frutas e verduras são pedra angular de uma dieta saudável e variada. Proporcionam ao corpo humano abundantes nutrientes, reforçam o sistema imunológico e contribuem a reduzir o risco de desenvolver diversas doenças”. Ler mais

Dieta mediterrânea verde: menos carne e mais vegetais

Dieta mediterrânea verde: menos carne e mais vegetais

Uma nova versão da chamada “dieta mediterrânea” pode trazer ainda mais benefícios para a saúde. Segundo um estudo publicado recentemente na revista científica Heart, para reduzir o risco de doenças cardiovasculares, o melhor seria manter uma dieta com mais vegetais ricos em proteínas e menos carne. Os pesquisadores avaliaram os resultados de um ensaio clínico com 294 pessoas, com sedentarismo e um IMC de valor 31, o que equivale a uma obesidade média. A idade média dos participante era de 51 anos, e eles foram divididos em três grupos: o primeiro foi orientado a seguir uma dieta saudável e a praticar atividade física. Ler mais