Publicado em por
O consumo de açúcares agregados aumenta o risco de debilidade
Gerontologia, Saúde e Nutrição

O consumo de açúcares agregados aumenta o risco de debilidade

De acordo com estudo, o alto consumo de açúcar agregado aumenta os sintomas de debilidade em idosos, como baixo nível de atividade física e perda de peso involuntária

Uma pesquisa coordenada pela Universidade Autônoma de Madri descobriu que idosos que geralmente consomem muitos açúcares adicionados correm mais risco de desenvolver debilidade. Continuar lendo

Publicado em por
O uso de aparelhos auditivos ajuda a minimizar a deterioração cognitiva
Gerontologia

O uso de aparelhos auditivos ajuda a minimizar a deterioração cognitiva

A perda das faculdades cognitivas é produzida devido às consequências psicológicas e sociais de sofrer problemas de audição

Diversos estudos indicam que o uso de aparelhos auditivos ajuda a atenuar a deterioração cognitiva nos idosos. Estes aparelhos permitem que as pessoas possam ouvir de uma forma mais clara e, consequentemente, estejam socialmente mais conectadas. Continuar lendo

Publicado em por
Formas de estimular o uso dos celulares nos idosos
Gerontologia

Formas de estimular o uso dos celulares nos idosos

Os especialistas consideram que faltam ofertas de aprendizagem e que uma forma de os motivar é demonstrando que com os celulares podem melhorar sua vida social

O uso da Internet entre os idosos não está totalmente abrangido na América Latina. De acordo com um relatório publicado pela 5G Americas, ainda há muito trabalho para conseguir a adaptação dos idosos às TIC. No entanto, a sua introdução é uma oportunidade para melhorar sua qualidade de vida. Continuar lendo

Publicado em por
Os benefícios da prática artística nas pessoas da terceira idade
Gerontologia

Os benefícios da prática artística nas pessoas da terceira idade

Estimulo à atividade cerebral e o desenvolvimento da imaginação e criatividade. Além disso, permite trabalhar a psicomotricidade fina e grossa

A arte tem inúmeros benefícios para a saúde das pessoas, pois reduz o estresse e ajuda seu bem-estar. No caso dos idosos, a prática dessa atividade ajuda a reduzir a deterioração cognitiva, trabalha a autoestima, a psicomotricidade fina e grossa,  e melhora a saúde emocional e a criatividade. Continuar lendo