Desenvolvem colorante alimentar com propriedades antioxidantes

Publicado em por
Desenvolvem colorante alimentar com propriedades antioxidantes

Pesquisadores da Espanha e de Portugal se unem para desenvolver um tipo de colorante capaz de oferecer nutrientes com características bioativos, antioxidantes e antimicrobianos

Muitos dos alimentos industrializados que são consumidos levam colorantes que não oferecem nutrientes para o organismo. Mas pesquisadores da Universidade Complutense de Madri, junto com pesquisadores do Instituto Politécnico de Bragança, desenvolveram um colorante rosa para os sorvetes que podem ser ricos em betacianinas.

O desenvolvimento foi publicado na revista LWT-Food Science and Technology e ressalta a alternativa estável que o colorante representa como nutriente, de acordo com uma das autoras do estudo, Patricia Morales Gómez.

O colorante é feito a partir da flor Gomphrena globosa, através de maceração, extração por micro-ondas e extração por ultrassom, sendo este o método que melhor apresentou resultados eficazes.

A autora do estudo destaca que o novo colorante pode ser usado em derivados do leite como poderiam ser os sorvetes, as bebidas lácteas e os iogurtes. Outros produtos congelados de pastelaria também podem usar o colorante.

Outro colorante natural disponível no mercado provém da beterraba. Porém, como Morales Gómez afirmou, o colorante extraído da flor apresenta mais segurança em relação aos benefícios físicos e químicos para o corpo humano.

Os profissionais interessados nas pesquisas mais recentes sobre os alimentos podem formar-se com os programas de Mestrado e Doutorado na área de Nutrição, patrocinados pela FUNIBER.

Fonte: Crean un colorante alimentario con propiedades antioxidantes y bioactivas

Estudo:

Gomphrena globosa L. as a novel source of food-grade betacyanins: Incorporation in ice-cream and comparison with beet-root extracts and commercial betalains

Foto: Todos os direitos reservados