Em Lisboa, buscam voluntários para beber cerveja

Publicado em por
Em Lisboa, buscam voluntários para beber cerveja

Um grupo de pesquisadores do Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde e da Universidade Nova de Lisboa procuram homens entre 18 e 65 anos de idade como voluntários de um estudo sobre o consumo moderado de cerveja

A equipe de pesquisadores do CINTESIS espera reunir 30 voluntários saudáveis, do sexo masculino, que tenham interessem em consumir uma cerveja por dia, com e sem teor alcóolico, durante quatro semanas.

Sabe-se que a cerveja pode ter efeitos sobre a flora intestinal. Os pesquisadores esperam descobrir os efeitos do consumo moderado da cerveja para a flora intestinal, o perfil metabólico e lipídico em pessoas com boa saúde.

A Dra. Conceição Calhau, especialista em Nutrição e Metabolismo do CINTESIS, quem dirige a pesquisa, afirmou que “o impacto do consumo de bebidas alcóolicas com compostos bioativos na saúde é um tópico urgente nas ciências biomédicas”, disse.

Ela ressalta que os participantes não irão tomar nenhum remédio, somente garantir o consumo diário de uma cerveja, preferencialmente durante o jantar, fornecida pela equipe de pesquisadores.

Durante o estudo, os participantes serão avaliados por um profissional de saúde do início ao fim do processo de estudo, através de alguns procedimentos como são exames de sangue, fezes e urina.

Positiva ou negativa para a saúde?

A cerveja é muitas vezes associada a maus hábitos de vida, porque em geral está associada a outros hábitos considerados prejudiciais como o sedentarismo, o cigarro ou uma alimentação desequilibrada. Porém, sabe-se que há efeitos positivos da cerveja se consumida moderadamente, em pessoas com hábitos saudáveis.

Estudos como o realizado pela Sociedade Espanhola de Hipertensão para a Luta contra a Hipertensão Arterial mostrou num relatório os benefícios do consumo da cerveja: a hidratação, o teor baixo em sódio, o alto nível de potássio, a prevenção cardiovascular, é fonte de vitamina B e outras, previne doenças ósseas e poderia também diminuir os riscos de doenças neurodegenerativas.

Porém, como afirma a pesquisadora Calhau, a prática deve ser baseada em mais evidências científicas, e por isso, defende a realização destes estudos para o controle de intervenção com a bebida.

Os profissionais da área de Saúde e Nutrição podem se especializar com estudos avançados sobre o consumo de cerveja e outras bebidas, para uma correta orientação nutricional, com os programas patrocinados pela FUNIBER.

Fonte: Investigadores procuram voluntários para beber cerveja

Diez razones saludables para beber cerveza con moderación

Foto: Creative Commons por Pixabay