Criam pílula que poderia substituir injeção de insulina para diabéticos

Publicado em por
Criam pílula que poderia substituir injeção de insulina para diabéticos

Pesquisadores norte-americanos criam um método de ingestão oral da insulina que poderá facilitar a vida de pacientes com diabete tipo 1, ao substituir as injeções por pílulas

Ter que injetar uma ou duas vezes insulina cada dia não é uma atividade cômoda para milhões de pessoas que sofrem com diabete tipo 1. Pensando em melhorar a qualidade de vida desta população, pesquisadores da Universidade Harvard e Universidade da California, , nos Estados Unidos, desenvolveram um método oral que poderia permitir o controle dos níveis de açúcar no sangue sem a necessidade de injeções.

O método criado está formado por uma cápsula de polímero, resistente aos ácidos gástricos, que pode ser armazenada até dois meses, sem sofrer danos. A cápsula contém insulina imersa numa mistura de colina e ácido gerânico. A colina é um nutriente do complexo B de vitaminas, e o ácido gerânico é uma substância usada para temperar os alimentos.

Um dos autores do estudo, o Doutor Samir Mitragotri, afirmou que “uma vez ingerida, a insulina deve atravessar uma corrida de obstáculos desafiante antes de que possa ser absorvida de maneira efetiva pela corrente sanguínea”, explica.

A primeira barreira são os ácidos gástricos. Por isso, os pesquisadores desenharam o revestimento capaz de superar esta etapa com um material resistente, que permite que a pílula alcance um ambiente mais alcalino, no intestino delgado, onde então é decomposta e libera o líquido iônico.

Uma segunda barreira são as uniões celulares presentes na parede do intestino que dificultam que moléculas grandes, como a insulina, possam passar de maneira fácil. Com a composição feita com ácido colina-gerânico, a pílula conseguiu superar também esta barreira e ser absorvida sem problemas.

Em entrevista ao jornal The Guardian, Mitragotri afirmou que “ela é muito eficaz em aumentar a absorção de insulina”. Os pesquisadores vêm experimentando com ratos, com resultados positivos.

Além disso, os pesquisadores comentam que este método é mais similar ao processo natural de produção da insulina no pâncreas e fígado. O custo do procedimento indica que seria possível o desenvolvimento do método em uma grande escala pela indústria farmacêutica.

Os profissionais da área de Saúde e Nutrição, podem se capacitar com cursos patrocinados pela FUNIBER como o Mestrado em Nutrição e Biotecnologia Alimentar

Fonte: La hipotensión postural puede ser un síntoma de una enfermedad cardiovascular no diagnosticada

Estudo: Ionic liquids for oral insulin delivery

Foto: Todos los derechos reservados