Usar a tecnologia para a inclusão escolar

Publicado em por
Usar a tecnologia para a inclusão escolar

As metodologias inovadoras em sala de aula permitem o uso de tecnologia que ajuda para o ensino de crianças e adolescentes com deficiências

A inclusão na escola é um dos temas importantes na agenda da formação educacional. Em grande parte, as novas tecnologias são ferramentas que facilitam muito o uso de metodologias de ensino mais inclusivas, que permitam pessoas com diferentes deficiências participarem das aulas do ensino regular.

No Brasil, o Censo Escolar do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – Inep, realizado em 2015, indiciou que houve um aumento considerável nos 10 últimos anos neste país: de 114.834 alunos deficientes participavam da rede de ensino regular em 2005, e 750.983 inscritos em 2015.

Para as aulas inclusivas, é importante que os professores tenham uma formação adequada que possa promover o aprendizado coletivo, e conseguir preparar material que atenda às diversas necessidades.

Um exemplo é a implementação de plataformas adaptativas que ajudam no ensino, como por exemplo a Conecturma. De fato, os jovens adoram as tecnologias e os recursos multimídias disponíveis nos dispositivos eletrônicos. As escolas devem aproveitar este interesse como recurso para estimular o processo de aprendizagem, tanto individual, como coletivo.

Assim, o livro e o quadro negro vão virando objetos ultrapassados, limitados. Com as metodologias inovadoras, é possível integrar de maneira mais fácil e exitosa os alunos de diversas características.

Como afirma o CEO da plataforma Conecturma, e PhD em Educação, Rafael Parente, “não devemos esquecer que a educação inclusive é um direito garantido e foi criada para dar oportunidades para que todas as crianças e adolescentes façam parte do sistema regular de ensino, convivendo com a diferença e respeitando a diversidade”.

A FUNIBER se interessa pela educação inclusiva, e patrocina programas de capacitação para os profissionais que atuam na Educação.

Fonte: O que as novas tecnologias podem fazer pela educação inclusiva

Foto: Todos os direitos reservados