Publicado em por
Queimamos mais caloria no final da tarde
Saúde e Nutrição

Segundo estudo, queimamos mais calorias no final da tarde

Estudo indica que o ritmo circadiano altera a quantidade de energia que consumimos, em diferentes horários do dia. De madrugada, há um descenso no gasto energético, e no final da tarde, um aumento

Além de manter uma dieta saudável e praticar atividades físicas regularmente, outro hábito que é importante ter em conta para manter o peso e a saúde controlados, é seguir o nosso relógio biológico. No nosso corpo, ele segue o ritmo circadiano, este é o ciclo biológico que cada corpo mantém no período das 24 horas diárias. Continuar lendo

Publicado em por
Vitamina D poderia melhorar saúde em mulheres com osteoporose
Saúde e Nutrição

Vitamina D poderia melhorar saúde em mulheres com osteoporose

Pesquisadores espanhóis encontraram resultados positivos sobre os benefícios da ingestão de vitamina D para mulheres, em pós-menopausa, com osteoporose

Um estudo publicado no Journal of Women´s Health constatou que os níveis circulantes de uma forma de vitamina D conhecida como 25 (OH)D estão relacionados com um melhor metabolismo da glicose nas mulheres com osteoporose pós-menopáusica. Continuar lendo

Publicado em por
A dieta como elemento chave para a depressão
Saúde e Nutrição

Dieta pouco nutritiva poderia causar depressão

Estudo que analisou 41 pesquisas recentes indica que há uma associação de causa entre a alimentação e o risco de desenvolver depressão

O que comemos também pode produzir impacto sobre a nossa saúde mental. Ao menos é o que indica um estudo publicado na revista Molecular Psychiatry, que avaliou 41 pesquisas publicadas nos últimos oito anos. A conclusão é que o consumo de alimentos pouco nutritivos se associou com maior risco de sofrer depressão. Continuar lendo

Publicado em por
Ansiedade pode estar relacionada com o risco de demência
Gerontologia, Saúde e Nutrição

Ansiedade pode estar relacionada com o risco de demência

Um estudo indica que as pessoas de meia idade que sofrem de ansiedade podem desenvolver demência no futuro. Os resultados não deixam claro se o tratamento para a ansiedade poderia reduzir o risco de demência

Segundo um estudo realizado pela University College de Londres, as pessoas de meia idade com ansiedade moderada ou severa podem ter mais riscos de sofrer com a demência no futuro. Continuar lendo