Perder peso ajuda a aliviar a apneia do sono

Um estudo realizado com pacientes obesos revela que a apneia obstrutiva do sono pode ser aliviada se as pessoas reduzirem ao menos cinco por cento de seu peso corporal. Este estudo, realizado na Finlândia, ajudou a identificar que a afecção respiratória apresentou uma melhoria em um período de quatro anos entre as pessoas que realizaram um programa de redução de peso com orientação sobre o estilo de vida.

O Dr. Henri Tuomilehto, professor anexo da Clínica de Sono Oivauni, da Universidade da Finlândia Oriental, em Kuopio, manifesta que “cerca de 70% de todos os pacientes de apneia obstrutiva do sono são obesos”.

O doutor indica que um tratamento de redução de peso poderia ser o tratamento primário na fase precoce da apneia obstrutiva do sono, para evitar o avanço da doença. O especialista indica que o sobrepeso moderado aumenta o risco de sofrer a afecção respiratória em 10 vezes.

As pessoas que sofrem de apneia obstrutiva do sono interrompem seu repouso noturno porque a respiração é interrompida repentinamente, por esta razão apresentam também fadiga diurna.

Neste estudo participaram 57 pessoas com obesidade e apneia do sono leve. Um grupo participou de um programa de dieta e exercício de um ano de duração, enquanto que o segundo grupo só recebeu informação geral sobre dieta e exercício. As pessoas que conseguiram perder 5 por cento de seu peso corporal apresentaram uma redução próxima aos 80% da apneia do sono, em comparação com as que não perderam peso.

A apneia obstrutiva do sono é uma doença de ampla prevalência, mas mais de 80% das pessoas não sabem que sofrem desta patologia.

O Dr. Harly Greenberg, diretor de medicina do sono do Centro Médico Judeu de Long Island, em New Hyde Park, Nova Iorque, afirma que a apneia obstrutiva do sono pode produzir maior risco de hipertensão, ataque cardíaco, acidente vascular cerebral e, inclusive, poderia contribuir para o desenvolvimento de doenças como a diabetes tipo 2.

Greenberg manifestou que embora o programa tenha um resultado bem-sucedido, apenas o tratamento para perder peso não ajudaria todos os que sofrem de apneia obstrutiva do sono. “Esses pacientes devem ser tratados com intervenções terapêuticas como a pressão positiva contínua das vias aéreas (PPCVA) ou dispositivos orais que podem produzir uma melhoria mais imediata nos sintomas e aliviar a sonolência diurna, enquanto se espera que o paciente perca peso”, manifestou.

O estudo demonstrou uma conexão entre a redução de peso e a melhora da doença, mas não comprovou a causalidade.

Fonte:

http://www.nlm.nih.gov/medlineplus/spanish/news/fullstory_144755.html

Fotos:

165 of 366