Publicado em por
Chuva no coração do Atacama provoca morte de microrganismos
Meio Ambiente

Chuva no coração do Atacama provoca morte de microrganismos

Choveu no coração do Atacama. Foi a primeira vez que se registrou chuva nesta zona, o que proporcionou lagoas temporárias. Segundo estudos, evento produziu um desequilíbrio ecológico no ecossistema, e afetou os microrganismos autóctones

O deserto de Atacama, localizado no Chile, entre a cordilheira dos Andes e o oceano Pacífico, é o mais seco e mais antigo do planeta. Apesar de conter áreas de cultivo e pasto, e também regiões costeiras, o deserto conta com uma zona central bastante árida, em que faz ao menos 500 anos que não recebia um pingo de chuva, segundo os registros meteorológicos. Continuar lendo

Publicado em por
Em 40 anos desapareceram 60% das espécies
Meio Ambiente

Em 40 anos desapareceram 60% das espécies

A WWF divulgou o Relatório Planeta Vivo e alerta para situação crítica para o planeta

O Relatório Planeta Vivo, realizado pelo Fundo Mundial para a Natureza (WWF) e publicado recentemente, alerta para o desaparecimento de uma grande quantidade de espécies animais e vegetais. Segundo o estudo publicado, entre os anos 1970 e 2014, entre os vertebrados mamíferos selvagens, os pescados, as aves, os répteis e os anfíbios, houve uma diminuição de 60% na diversidade de espécies. Continuar lendo

Publicado em por
Preservar os solos deve ser prioridade, alerta FAO
Meio Ambiente, Saúde e Nutrição

Preservar os solos deve ser prioridade, alerta FAO

No mês que se celebrou o Dia Mundial do Solo, a FAO pede a todos que se esforcem por evitar a contaminação dos solos, para poder preservar a qualidade da agricultura

A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) alertou sobre a necessidade de medidas urgentes para combater a contaminação dos solos, durante evento realizado no dia 5 de dezembro para celebrar o Dia Mundial do Solo. Continuar lendo

Publicado em por
América Latina busca consenso para sediar o próximo COP25
Meio Ambiente

América Latina busca consenso para sediar o próximo COP25

Após a saída do Brasil, definida há três anos, países da América Latina se ofereceram para sediar a 25ª Conferência das Partes da Convenção sobre Mudança do Clima, que deveria acontecer nesta região no próximo ano. Para a escolha, será necessário um consenso regional

Hoje finaliza a 24ª Conferência das Partes da Convenção sobre Mudança do Clima (COP24) ainda sem saber qual país será o anfitrião para o ano que vem. O Chile, a Costa Rica e a Guatemala se apresentaram para organizar o próximo encontro, após o anúncio da retirada do Brasil como sede do evento. Continuar lendo