Publicado em por
Energia eólica contribuiu para a Espanha 16,3 milhões de 2012 a 2017
Meio Ambiente

Energia eólica contribuiu para a Espanha 16,3 milhões de 2012 a 2017

Um estudo sobre o impacto do setor eólico indica que em 2017 a energia eólica contribuiu para a economia espanhola um total de 3.3 milhões de euros. O desenvolvimento desta energia renovável também permitiu reduzir a dependência energética de países terceiros, passando de 80% em 2006 para 72,3% em 2017

De acordo com um estudo realizado pela empresa de consultoria Deloitte para a Asociación Empresarial Eólica (AEE), entre 2012 e 2017, o setor eólico contribuiu com um total de 16,379 milhões de euros para a economia espanhola. Mais especificamente, em 2017, essa contribuição foi de 3,394 milhões de euros, que foi de 0,31 do PIB, ante 0,25% em 2015.

Continuar lendo

Publicado em por
Índia abre seu primeiro hospital para elefantes
Meio Ambiente

Índia abre seu primeiro hospital para elefantes

É uma área com espaço suficiente para que esses paquidermes andem livremente. O centro também tem uma dezena de especialistas que alimentam, tomam banho e curam as feridas desses animais

Em 16 de novembro, o primeiro hospital de elefantes na Índia foi inaugurado. Localizado na cidade sagrada de Mathura, no norte do país, o objetivo deste santuário é cuidar dos elefantes e proporcionar-lhes uma vida decente.

Continuar lendo

Publicado em por
Esqui colabora para manter população rural ativa
Meio Ambiente

Temporada de esqui colabora para manter população rural ativa

Uma estação de esqui na Catalunha, Espanha, é administrada pelo governo para garantir a economia local da população que vive na zona rural

Na Europa, é época de esquiar. Em diversas partes remotas, o turismo rural associado à prática deste esporte consegue manter uma população ativa nos vilarejos nas montanhas e favorece ao desenvolvimento sustentável da região. Continuar lendo

Publicado em por
Chuva no coração do Atacama provoca morte de microrganismos
Meio Ambiente

Chuva no coração do Atacama provoca morte de microrganismos

Choveu no coração do Atacama. Foi a primeira vez que se registrou chuva nesta zona, o que proporcionou lagoas temporárias. Segundo estudos, evento produziu um desequilíbrio ecológico no ecossistema, e afetou os microrganismos autóctones

O deserto de Atacama, localizado no Chile, entre a cordilheira dos Andes e o oceano Pacífico, é o mais seco e mais antigo do planeta. Apesar de conter áreas de cultivo e pasto, e também regiões costeiras, o deserto conta com uma zona central bastante árida, em que faz ao menos 500 anos que não recebia um pingo de chuva, segundo os registros meteorológicos. Continuar lendo