Publicado em por
Estatística de divórcio aumenta em pessoas com mais idade
Gerontologia | , , , , , , , , , , , , , ,

Estatística de divórcio aumenta em pessoas com mais idade

Diferentemente da década de 90, a taxa de divórcio dobrou em pessoas com mais de 50 anos, segundo estudo americano

Um relatório publicado pelo Centro de Pesquisa Pew mostrou que nos Estados Unidos os casais com mais de 50 anos tendem a se divorciar mais, em comparação com os casais que estão entre 25 e 39 anos.

Em 1990, a taxa de divórcio entre pessoas que tinham mais de 50 anos era de 5 para cada mil. No ano 2015 dobrou, 10 para cada mil. Entre as pessoas com 65 anos ou mais, a taxa de divórcio triplicou. Continuar lendo

Publicado em por
Bogotá aposta na sociabilização nos espaços públicos
Projetos | , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Bogotá aposta na sociabilização nos espaços públicos

Com o apoio da ex-comissária de transporte de Nova Iorque,  Janett Sadik-Khan, a capital colombiana leva adiante o programa Praças de Bogotá para recuperar o espaço público

Por meio dos escritórios da Prefeitura de Bogotá e da Secretaria Distrital de Mobilidade foram elaborados o programa Praças de Bogotá que busca recuperar os espaços públicos como praças e parques diante da necessidade da mesma população dos locais de encontro e de entretenimento. Continuar lendo

Publicado em por
Geração digital traz novo paradigma para a educação
Formação de Professores | , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Geração digital provoca mudança de paradigma na educação

A geração digital traz novos desafios aos educadores que devem analisar possíveis mudanças nos modelos educativos para proporcionar aprendizagem efetiva aos estudantes

As novas gerações são tecnológicas. As crianças cresceram em ambientes rodeadas por recursos digitais e relações virtuais, e estão cada vez mais conectadas a aparelhos eletrônicos de todo estilo. Para este novo perfil de estudantes, é importante que os professores possam adequar o modelo de ensino para conseguir aprendizagens significativas. Continuar lendo

Publicado em por
Pessoas ativas têm menos risco de morte súbita se sofrem infarto
Esportes | , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Se sofrem infarto, pessoas ativas têm menos risco de morte súbita

As pessoas que praticavam mais atividade física tiveram menores casos de morte súbita ao sofrerem infarto de miocárdio, aponta estudo

Após um ataque ao coração, a prática de exercícios físicos oferece uma chance de recuperação e prolongamento da vida. Esta é a conclusão de um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Copenhague com 14.223 participantes que inicialmente não haviam sofrido um infarto ou acidente vascular cerebral (AVC). De estes, 1.664 tiveram ataque ao coração durante o estudo. Continuar lendo